Sobre o corpo e as festas de fim de ano

Fim de ano chegou, passou Natal, comemorações de ano novo e, com ele, eventualmente um kg a mais ou a menos (no meu caso, a mais e muito bem aproveitado).

E agora, José?! #Partiuprojetoverão #Dietasjá #NoPainNoGain (todas as # deste post são irônicas!)

Brincadeiras e ironia a parte, como primeiro post do ano, acho muito válido lembrar o mais importante de tudo isso e do motivo desse(s) kg(s) a mais: o nosso corpo sempre precisou e sempre precisará de alimento, e felizmente o alimento oferecido nessa época do ano costuma ser ainda mais gostoso do que o do resto do ano! E junto com isso, a gente ainda aproveita pra se nutrir de família, amigos, boas energias e vibrações e todas as coisas que a #magiadoNatal pode nos proporcionar!
“Tá, aproveitei, me esbaldei, bebi, comi, e agora tô com esse kg a mais. Faço o que com ele? Vou pra praia como?! Piscina, sol e verão, como faz?!”
Pois eu te digo como, jovem gafanhoto: simplesmente vá, faça e aconteça como você gosta que seja feito! Isso, de forma alguma, altera quem você é!
O período de festas costuma ser uma pausa na nossa rotina, o que faz com que mudemos temporariamente alguns hábitos e aproveitemos a alimentação eventual, podendo causar pequenas mudanças no nosso corpo. E tá tudo bem!
Aproveite este kg a mais para se permitir, para ver que seu corpo funciona da mesma maneira e que nada está perdido. Aproveite o inicio do ano também para ter como meta de VIDA se amar, se cuidar, se alimentar, se exercitar, e tudo isso com todo o PRAZER que pode te trazer! RESPEITE O SEU CORPO E SUAS NECESSIDADES. Veja a leveza que a vida pode ter independente dos números da balança! Garanto que quando a gente começa, não consegue mais parar! E se ainda não consegue ver tudo isso sozinha (o), estamos aqui pra te ajudar! =)

 


CulpaParaqueTEQuero

Sobre o terrorismo nutricional e o prazer em comer

 A nutrição é uma ciência que mexe tanto quanto pode com as pessoas, de maneira positiva ou não, pelo simples motivo de lidar com duas vertentes que deveriam ser aliadas, mas que por diferentes causas se tornaram inimigas: o prazer em comer e a necessidade constante de manter o controle sobre o corpo de forma a não sair do padrão de beleza estipulado pela sociedade. Continue Lendo


BalancaPesoDietas

Culpa, para que te quero?

Por que nos sentimos tão culpados?

Por que a sensação de sermos insuficiente sempre nos ocorre?

Estamos sempre tentando corresponder às expectativas de alguém e as nossas próprias expectativas. Mas será que isso é saudável? A resposta é não!

Nada que nos gere desconforto e mal estar é saudável. Continue Lendo


SIM

Sobre intimidade e consentimento

Muitas vezes, é justamente com as pessoas mais próximas que temos maior dificuldade de praticar a nossa liberdade e individualidade. Nem sempre é fácil colocar limites para quem amamos, e avaliar se aquela intervenção do outro nos é benéfica ou nociva. Continue Lendo